Desenvolvimento inicial de mudas de Ceiba speciosa

  • GUOLLO, Karina UTFPR
  • POSSENTI, Jean Carlo UTFPR
  • FRANCESCHI, Fernando UTFPR
  • TARTAS, Pamela Leticia UTFPR
  • GRIGOLO, Daniel Claudio UTFPR
  • LOIOLA, Táscilla Magalhães UNICENTRO
Palavras-chave: sementes florestais, Índice de Qualidade de Dickson, paineira

Resumo

A paineira tem distribuição na grande maioria do Brasil, sendo uma espécie tolerante ao encharcamento
que aparece com freqüência em áreas ciliares, sendo recomendada na recuperação
de áreas degradadas. Contudo, informações precisas sobre procedimentos para produção
de mudas nativas são muito escassas, existindo principalmente para aquelas que detêm
maior interesse econômico. O objetivo do trabalho foi avaliar o desenvolvimento inicial de
mudas em diferentes substratos. Foram utilizados 3 combinações de substratos, sendo: [T1]
50% latossolo + 50% cama de aviário; [T2] 100% cama de aviário; [T3] 50% latossolo + 50%
areia. As variáveis analisadas foram: diâmetro do coleto, comprimento de parte aérea, número
de folhas, percentagem e massa seca de raízes e Índice de Qualidade de Dickson. O uso dos
tratamentos T1 e T3 proporcionam maior incremento do coleto de mudas de paineira.

Publicado
2018-08-18