Agroecologia, campesinato e saberes tradicionais: um diálogo a partir das práticas sustentáveis em um estabelecimento familiar em São Domingos do Capim - Pa

  • SILVA, Márcia Brito da Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará - Campus Castanhal, Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Rural e Gestão de Empreendimentos Agroalimentares
  • SILVA, Acenet Andrade da Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará - Campus Castanhal, Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Rural e Gestão de Empreendimentos Agroalimentares
  • MONTÃO, Damiana Pina Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará - Campus Castanhal, Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Rural e Gestão de Empreendimentos Agroalimentares
  • SANTOS, Suellen Lemes Freire Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará - Campus Castanhal, Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Rural e Gestão de Empreendimentos Agroalimentares
  • SOUSA, Romier da Paixão Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará - Campus Castanhal, Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Rural e Gestão de Empreendimentos Agroalimentares
Palavras-chave: Diálogo de saberes, Sustentabilidade, Biodiversidade

Resumo

O objetivo deste é discutir sobre a importância do saber tradicional camponês na construção
de uma transição agroecológica, buscando refletir sobre as experiências vivenciadas no Município
de São Domingos, Nordeste Paraense. Foi utilizado como método a pesquisa bibliográfica
e a pesquisa de campo, sendo utilizadas como ferramentas, a caminhada transversal,
conversa informal e a observação direta. A partir do diálogo com os autores e a experiência de
campo, pôde-se compreender que: os saberes tradicionais dos camponeses são fundamentais
para o entendimento de suas práticas e de suas crenças, a sabedoria do agricultor agrega
conhecimentos da natureza, componentes práticos e espirituais e a dinâmica camponesa é
fundamental para a construção de uma nova concepção de agricultura voltada para os princípios
agroecológicos.

Publicado
2018-08-22