Artrópodes da fauna edáfica em cultivo de mandioca e pastagem na Amazônia oriental

  • GUIMARÃES, Eguinaldo dos Santos Associação Floresta Protegida
  • RODRIGUES, Diego de Macedo Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • FERREIRA, Luziel Oliveira Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará
  • SILVA, Neilson Rocha da Instituto Federal do Ceará
Palavras-chave: Agroecossistemas, agricultura familiar, índice de diversidade de Simpson

Resumo

Cultivos de mandioca e de pastagem são muito comuns e importantes na Amazônia, estando
estes em constante interação ecológica com os artrópodes. Assim, o objetivo com este
trabalho foi avaliar a comunidade de artrópodes da fauna edáfica em cultivos de mandioca
e pastagem em estabelecimento de agricultura familiar na Amazônia oriental. A amostragem
foi realizada com quatro armadilhas do tipo alçapão ao nível do solo com três repetições no
período seco e três no período chuvoso, no ciclo agrícola 2012/2013. Foram coletados 17.134
indivíduos, distribuídos em 12 ordens, 39 famílias e 193 morfoespécies. A ordem com maior
número de famílias foi Coleoptera (35,9%) e a mais abundante foi a Hymenoptera (61,6%). O
agroecossistema de mandioca apresentou maior dominância, riqueza de morfoespécies e
maior abundância, sendo que a pastagem apresentou maior diversidade. Portanto, conclui-se
que ambos as áreas apresentaram uma comunidade de artrópodes equilibrada ecologicamente.

Publicado
2018-08-14