Casca de café como condicionador de substratos no crescimento inicial de plantas de maracujá doce (passiflora alata curtis)

  • RANGEL JUNIOR, Ivan Marcos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • PÊGO, Rogério Gomes Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • RODRIGUES, Márcio Santos Faculdade Vértice – UNIVERTIX
Palavras-chave: maracujazeiro, fruticultura, substrato agroecológico, reaproveitamento de resíduos

Resumo

O uso de casca como condicionador de substratos tem apresentado potencial para uso em
áreas de sistemas de produção agroecológico, por isso o objetivo desse trabalho foi avaliar
a viabilidade do uso da casca de café como condicionador de substrato para a produção de
mudas de maracujá doce. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado
em esquema fatorial com 4x2 (substratos x épocas de avaliação) com 8 repetições. Os substratos
avaliados foram: T1- Substrato comercial; T2- palha de café + esterco de gado curtido +
areia + solo (terra de barranco) na proporção de 0,5:1:1:1 (v:v:v:v); T3 - palha de café + esterco
de gado curtido + areia + solo (terra de barranco) na proporção de 1:1:1:1 (v:v:v:v); T4 - palha
de café + esterco de gado curtido + areia + solo (terra de barranco) na proporção de 2:1:1:1
(v:v:v:v). Os melhores Resultados foram observados em plantas crescidas em substrato comercial,
porém o substrato T2 também apresenta potencial para uso no cultivo de mudas de
maracujá doce.

Publicado
2018-08-14