Um olhar sobre a transição agroecológica dos agricultores familiares de Amélia Rodrigues, Bahia

  • Matheus Eduardo Trindade Santos Nea Trilhas
  • Marina Siquei de Castro Universidade Estadual de Feira de Santana
Palavras-chave: Agricultura Familiar; Agroecologia; Construção do conhecimento agroecológico.

Resumo

Com a extinção da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), a Estação Experimental Rio Seco (EERS) foi cedida através de muita luta à Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) em 2016, tornando-se então o Centro de Agroecologia Rio Seco (CEARIS), dando continuidade ao processo de transição agroecológico interno e expandindo-o para além de seus muros, buscando articulações principalmente com as comunidades de agricultores familiares locais. Esse relato de experiência tem como principal objetivo mostrar as diferentes percepções sobre os adventos trazidos pela transição agroecológica. Utilizou-se das metodologias rurais participativas para esse entendimento, buscando conhecer a visão dos agricultores, técnicos e estudantes envolvidos nesse processo.

Publicado
2020-08-17
Seção
CBA - Construção do Conhecimento Agroecológico e Dinâmicas Comunitárias