Detecção de fungos em sementes de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.)

  • Quitéria Carolaine de Lima Silva Instituto Federal de Alagoas, Campus Murici
  • Rayane Rodrigues Leite de Melo Instituto Federal de Alagoas, Campus Murici
  • Crisea Cristina Nascimento de Cristo Instituto Federal de Alagoas, Campus Murici
  • João Manoel da Silva RENORBIO/UFAL
  • Leona Henrique Varial Melo Instituto Federal de Alagoas, Campus Murici
  • Juliana Paiva Carnaúba Instituto Federal de Alagoas, Campus Murici
Palavras-chave: agroecologia, germinação, patógenos

Resumo

O objetivo deste trabalho foi detectar fungos em sementes de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.) em 3 amostras de sementes: F1 e F2 de Agricultores convencionais e F3 de Agricultor agroecológico. Foram isolados fungos externos às sementes (ND não desinfestada) e fungos internos às sementes (D desinfestada com álcool e NaClO). O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso com 3 amostras de feijão x 2 formas de isolamento. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey. Foram encontrados um total de 131 isolados de fungos nas 3 amostras, com maior incidência no F1D, enquanto o F3D e F3ND apresentou o menor número. Isolados de Penicillium digitatum apenas foram encontrados nas amostras F1D e F2D. O F3 oriundo de Agricultor Agroecológico apresentou menor número de fungos internos, demostrando assim, uma melhor sanidade quando comparadas as sementes não agroecológicas.

Publicado
2020-09-14
Seção
CBA - Manejo de Agroecossistemas de Base Ecológica