Cultivo intercalar como método para supressão de plantas espontâneas na produção de milho orgânico

  • Barbara Chrys Gomes Balduino Universidade Federal de São Carlos
  • Anastácia Fontanetti
Palavras-chave: Palavras-chave: adubação verde; consórcio; fabaceas; fitossociologia.

Resumo

  • O manejo das plantas espontâneas no cultivo de milho em sistema orgânico representa um grande desafio aos produtores. Os manejos mais utilizados são a capina manual e a roçada, que além de ineficientes, oneram os custos de produção. Objetivou-se avaliar a supressão das plantas espontâneas na cultura do milho orgânico consorciado simultaneamente com uma ou duas espécies de adubos verdes. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos foram os sistemas de cultivo: milho solteiro (M), milho + Crotalaria spectabilis (MC), milho + Cajanus cajan, milho + spectabilis + C. cajan. As massas de matéria seca das plantas espontâneas, foram amostradas nos estádios fenológicos de quatro (V4) e oito (V8) folhas expandidas do milho. O milho consorciado com C. spectabilis e C. cajan simultaneamente, não interferiu na produção de matéria seca das plantas espontâneas. A maior produção de matéria seca das plantas espontâneas ocorreu no estádio V8 do milho, independente dos sistemas de cultivo.
Publicado
2020-09-07
Seção
CBA - Manejo de Agroecossistemas de Base Ecológica