O Estágio de Vivência em Agroecologia e Sistemas Orgânicos de Produção, como estratégia de construção e socialização do Conhecimento Agroecológico

  • SILVA, Luccas Geovani Alves da Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Urutaí
  • DORNELLES, Milton Sérgio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Urutaí
  • SILVA, Ciro Miguel Labrada Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Urutaí
  • MENDONÇA NETO, Laerte Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Urutaí
  • KRAEMER, Ana Paula Neres Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Urutaí
  • SILVA, Gabriel Hudson Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Urutaí
Palavras-chave: Educação do campo, Formação em agroecologia, Diário de bordo

Resumo

O Estágio de Vivência em Agroecologia e Sistemas Orgânicos de Produção, é ofertado anualmente
pelo NEPA do IF Goiano Campus Urutaí, desde o ano de 2015. Contribuindo para
formação de estudantes alinhados com as técnicas de manejo ecológico e capazes de se
inserir no complexo contexto do campo da Ciência Agroecológica. O objetivo deste trabalho e
apresentar e problematizar os estágios de vivência realizados no ano de 2016. Dentre os principais
progressos da oferta do estágio neste ano estão a inclusão de novos temas de debate
na formação inicial, como gênero; a adoção do diário de bordo; o receituário agroecológico e
o acolhimento em fluxo contínuo de estagiários. Assim, o estágio contribuiu para a construção
coletiva dos conhecimentos em Agroecologia e fortaleceu uma dimensão pouco conhecida
e aproveitada de processo de ensino-aprendizagem que consiste no simples fato, de que só
fazemos aquilo que gostamos e gostamos porque achamos certo e útil o que fazemos.

Publicado
2018-08-18