Motivações de professores para trabalhar com agroecologia na educação formal

  • FIAMONCINI, Diane Ivanise Universidade de Brasília e Instituto Federal de Brasília,
  • PATO, Claudia Universidade de Brasília
Palavras-chave: crenças, práticas pedagógicas, cursos técnicos e tecnológicos de agroecologia, saúde, meio ambiente

Resumo

Esse estudo investigou as crenças de professores sobre a melhor forma de conduzir a produção
de alimentos e suas motivações para ensinar Agroecologia. Foram feitas entrevistas com
cinco professores da área de ciências agrárias (3 mulheres; 2 homens) com média de idade de
46,25 anos e pelo menos seis anos de exercício profissional na área. Utilizando como critério
similaridades e particularidades nas respostas, destacou-se a crença de que o atual modelo
de agricultura está gerando sérios problemas ambientais e de saúde tanto para os agricultores
quanto para os consumidores. A Agroecologia foi indicada como solução para estes problemas.
Com relação às práticas pedagógicas, os participantes apontaram para a necessidade
de atividades interdisciplinares e propostas metodológicas centradas no entorno das escolas.
Dentre as dificuldades enfrentadas para lecionar Agroecologia, destacaram grade curricular
fechada e conteúdos pré-determinados. Esses Resultados apontam para a importância do
fortalecimento de práticas pedagógicas adequadas ao Contexto das escolas de modo a facilitar
o ensino da Agroecologia.

Publicado
2018-08-18