O acesso da COPRAN via circuitos curtos de abastecimento aos mercados institucionais: oportunidades, desafios e conquistas

oportunidades, desafios e conquistas

  • Christiane Marques Pitaluga UFMS
  • Ariel de Moraes Scaglia UFMS
  • Caroline Pauletto Spanhol Finocchio UFMS
  • Mayra Batista Bitencourt Fagundes UFMS
Palavras-chave: alimentos, produtores rurais, agricultura familiar, mercados

Resumo

As políticas públicas de apoio à expansão da agricultura familiar vêm ao longo das décadas se fortalecendo, com destaque para a formação de ações coletivas em torno de cooperativas e associações. Diante desse contexto, o objetivo deste estudo foi investigar a produção e a distribuição de gêneros alimentícios em Mato Grosso do Sul vinculadas a COPRAN para o abastecimento dos mercados institucionais. A metodologia está apoiada em pesquisas bibliográficas e de campo. A coleta de dados deu-se por meio de entrevista estruturada com o presidente da cooperativa. Os resultados apontaram que os desafios a serem transpostos pelo empreendimento são de grande envergadura, porém foram também constatadas potencialidades no que se refere à comercialização e ao abastecimento aos mercados institucionais. Conclui-se que a comercialização com tais mercados oportuniza a geração de renda complementar o que contribui para a expansão das economias locais.

Biografia do Autor

Christiane Marques Pitaluga, UFMS

Docente na Escola de Administração e Negócios 

Ariel de Moraes Scaglia, UFMS

Discente de Gradução em Administração. 

Caroline Pauletto Spanhol Finocchio, UFMS

Docente da Escola de Administração e Negócios - ESAN UFMS  

Mayra Batista Bitencourt Fagundes, UFMS

Docente na Escola de Administração e Negócios - ESAN UFMS

Publicado
2018-12-29
Seção
AGROECOL - Redes de Comercialização de Produtos Agroecológicos e Economia Solid