Propagação Vegetativa em Três Espécies de Floresta Estacional Semidecidual

  • Mário Soares JUNGLOS Universidade Federal da Grande Dourados
  • Fernanda Soares JUNGLOS
  • Francisco Tiago Alves da SILVA
  • Glaucia Almeida de MORAIS
  • Zefa Valdivina PEREIRA
Palavras-chave: Alporquia, Byrsonima intermedia, Endlicheria paniculata, Ilex paraguariensis.

Resumo

Endlicheria paniculata (Spreg) J. F. Macbr, Byrsonina intermedia A. Juss e Ilex paraguariensis St. Hil. apresentam distribuição natural na Floresta Estacional Semidecidual e vêm apresentando dificuldade de propagação sexuada. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a viabilidade da produção de mudas destas espécies pelo método de alporquia. Os alporques foram preparados em ramos sadios, tratados ou não com gel de enraizamento (Sela Gel® - 1000ppm AIB), em duas épocas do ano. Para B. intermedia e E. paniculata em todos os tratamentos houve o desenvolvimento de raízes adventícias. Em I. paraguariensis não houve enraizamento durante o experimento, mas sim a formação de calos. Concluiu-se que a propagação de B. intermedia e E. paniculata pelo método de alporquia é viável e recomendada, e a utilização de gel de enraizamento potencializa a porcentagem de alporques enraizados em E. paniculata.

 

Publicado
2018-12-28
Seção
AGROECOL - Uso e Conservação dos Recursos Naturais