Multiplicidade de Usos de Espécies Arbustivas e Arbóreas em Sistemas Agroflorestais Biodiversos no Território do Cone Sul de Mato Grosso do Sul

  • Pablo Padovan UNIGRAN
  • Jaine Aparecida Balbino Soares UFGD
  • Jaqueline Silva Nascimento
  • Denise Soares da Silva Padovan
  • Luciana Ferreira da Silva
Palavras-chave: Arranjos agroflorestais, diversidade vegetal, espécies alimentícias, multifuncionalidade de agroflorestas.

Resumo

A adoção de sistemas agroflorestais biodiversos (SAFs) possibilitam a inserção de espécies vegetais para atender diferentes necessidades do ser humano. Entretanto, há poucas informações sistematizadas referentes às formas de utilização de espécies arbóreas e arbustivas para orientar a implantação desses sistemas com múltiplas finalidades. Nesse contexto, desenvolveu-se um trabalho de pesquisa durante o período de 2016 e 2017, com o objetivo de identificar formas de utilização de diferentes espécies arbustivas e arbóreas implantadas em sistemas agroflorestais biodiversos no Município de Itaquiraí, Cone sul de Mato Grosso do sul. Utilizando-se a metodologia bola-de-neve, identificou-se 8 SAFs na região, porém foram sorteados 4 para participar da pesquisa. Todas as espécies arbóreas e arbustivas presentes nos SAFs foram identificadas, classificadas botanicamente e enquadradas em categorias de formas de uso: alimentar, apicultura, adubação verde, medicinal, madeira, frutífera, produtora de sementes, atratividade à fauna, ornamental e artesanato, a partir de pesquisas bibliográficas. Constatou-se diversas espécies com várias formas de utilização, representando boas perspectivas para inseri-las em novos SAFs. Há predominância de espécies para fins medicinais (57,77%), seguida de espécies madeireiras (46,66%), alimentares (37,77%), ornamentais e atrativas à fauna, com 35,55% cada uma.

Publicado
2019-01-04
Seção
AGROECOL - Sistemas agroflorestais em bases agroecológicas