O papel de altas temperaturas na superação de dormência de sementes de Ormosia arborea (Vell.) Harms (Fabaeae)

  • Mateus Willian Medeiros Rafael Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
  • Gabriel Alencar Ferreira Universidade Federal da Grande Dourados
  • Fernanda Soares Junglos Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
  • Rienni de Paula Queiroz Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
  • Mário Soares Junglos Universidade Federal da Grande Dourados
Palavras-chave: Germinação, choque térmico, Olho de cabra.

Resumo

O fogo, fator comum no Cerrado, pode contribuir para superação de dormência física em sementes de algumas espécies. Assim, objetivou-se avaliar o efeito de altas temperaturas, simulando o fogo, na germinação de sementes de Ormosia arborea, espécie nativa do cerrado que apresenta dormência física. Para tanto as sementes foram submetidas a temperaturas de 25°C, 90°C, 120°C e 150°C por 5 minutos, posteriormente um lote foi submetido a escarificação química com ácido sulfúrico e o outro mantido sem tratamento químico. Verificou-se que à exposição a temperaturas de até 150° C não foi suficiente para a superação da dormência da espécie, por outro lado, a associação do aquecimento com a escarificação potencializou a germinação quando as sementes foram expostas a temperatura de 90°C e danificou embriões das sementes submetidas a temperaturas ≥ 120°C, indicando que o tratamento térmico pode ter iniciado pequenas fissuras no tegumento rígido e impermeável.

Publicado
2018-12-28
Seção
AGROECOL - Sementes e Propágulos de Base Agroecológica