A Experiência da Rede de Feiras Agroecológicas e Solidárias do Ceará como fortalecimento da autonomia dos/as agricultores/as familiares

  • ANA BEATRIZ BEATRIZ GOES MAIA MARQUES UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL
  • ROZANE MÁRCIA TRICHES
Palavras-chave: economia solidária, agricultura familiar, comercialização

Resumo

O presente relato descreve a experiência da formação da Rede de Feiras Agroecológicas e Solidárias do Ceará que surgiu com o protagonismo das Redes de Agricultores/as Agroecológicos/as e Solidários/as dos Territórios Vales do Curu e Aracatiaçu e Sertão Central e apoio institucional do Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador (CETRA). A experiência representa a comercialização das famílias agricultoras feirantes que são acompanhadas pela instituição. Além de representantes dos grupos de feirantes dos dois territórios citados, também participam representantes dos territórios do Maciço de Baturité e Sobral, além de técnicos/as e uma coordenadora da instituição. O caso parte da experiência da autora no acompanhamento por cerca de dois anos das atividades da Rede. O fruto dessa experiência, executada através da construção do conhecimento agroecológico, corresponde a consolidação da autonomia dos/as agricultores/as e a certificação participativa dos produtos.

Publicado
2019-04-26