Ações voltadas para a construção do núcleo de agroecologia da embrapa milho e sorgo

  • MATRANGOLO, Walter. J.R Embrapa Milho e Sorgo (CNPMS), Sete Lagoas, MG, Brasil
  • COSTA, Thomaz C. C. da Embrapa Milho e Sorgo (CNPMS), Sete Lagoas, MG, Brasil
  • SILVA, Iago H.F. da Univ. Fed. de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas
  • FERRAZ, Leila L. de C. Univ. Fed. de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas
  • ALMEIDA, Leticia G. de Univ. Fed. de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas
  • MALTA, Paôla da C. C. Univ. Fed. de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas
  • CRUZ, Samara C. B. da Univ. Fed. de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas
  • GOMES, Savanna X. Univ. Fed. de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas
Palavras-chave: Percepção, biodiversidade, mobilização, Cerrado

Resumo

O projeto Constituição do Núcleo de Agroecologia na Embrapa Milho e Sorgo (EMS) é uma
ação decorrente da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica. A ampliação
da percepção ambiental foi considerada fundamental para a sensibilização e promoção da
Agroecologia na EMS, que dispõe de uma fazenda de quase 2.000 ha, com Cerrado e Mata
Atlântica. Muitos empregados, cumprindo tarefas rotineiras, estão alheios às riquezas naturais
em seu entorno próximo. Foram propostas e executadas as seguintes ações: campanhas
de produção e plantio de mudas de Cratylia argentea; curso de sistema agroflorestal; curso
de produção de mudas florestais; pesquisa sobre percepção dos empregados com relação
aos frutos da EMS; e campanha para promoção da venda direta de hortaliças das hortas
comunitárias aos empregados da EMS. Ao se envolver na formulação e na aplicação de políticas
públicas em Agroecologia e produção orgânica, fica ressignificada a prática da pesquisa
agropecuária e reafirma-se a função social histórica da Embrapa como agente de mudança.

Publicado
2018-08-21