Movimentos sociais, educação do campo e desenvolvimento rural no Brasil/ Amazônia: uma análise sob a perspectiva das Epistemologias do Sul

  • SANTOS, Luzia Camila Silva dos Universidade do Estado do Pará (UEPA)
  • FERREIRA, Miquéias Rodrigues Universidade do Estado do Pará (UEPA)
  • CORRÊA, Sérgio Roberto Moraes Universidade do Estado do Pará (UEPA)
Palavras-chave: Movimentos Sociais, Educação do campo, Desenvolvimento Rural, Amazônia

Resumo

Essa proposta reflete sobre os temas da educação do campo e do desenvolvimento rural
agroecológico no Brasil, em particular na Amazônia, com foco na experiência do MST sob a
perspectiva das Epistemologias do Sul. Este texto tem como objetivo apresentar resultados
iniciais do projeto de Iniciação Científica: “Desenvolvimento e Educação do Campo na Amazônia:
um estudo sobre a experiência do MST sob o enfoque das Epistemologias do Sul”. Essa
pesquisa vem sendo realizada com base numa abordagem qualitativa, envolvendo pesquisas
bibliográficas e de campo. Como resultados iniciais, é possível identificar uma redefinição da
agenda de desenvolvimento e educação do campo do MST com a inserção do tema da agroecologia
em seu repertório mais recentemente, o que se apresenta como avanço no debate
de resistência e alternativa ao modelo hegemônico de desenvolvimento rural do agronegócio.
Contudo, o MST vem enfrentando limitações internas e externas para implementar e avançar
nessa redefinição.

Publicado
2018-08-22