Por uma Ater para mulheres agroecológica e feminista!

  • SPECHT, Analine Almeida UnB
  • MOLINA, Caroline Buosi UnB
Palavras-chave: assistência técnica e extensão rural, mulheres rurais, agroecologia, feminismo

Resumo

Este ensaio teórico busca apresentar aproximações entre a assistência técnica e extensão
rural (Ater), agroecologia e feminismo como estratégias à promoção da autonomia das mulheres.
Consideramos que a agroecologia e o feminismo buscam o rompimento de paradigmas
dominantes no campo das ciências e como consequência na estruturação de políticas
públicas de desenvolvimento rural. Os avanços empreendidos no período de 2003 a 2015 na
incorporação da matriz agroecológica e do conteúdo feminista da Ater se deram pela orientação
política institucional do Governo Federal e pela agenda apresentada pelos movimentos
sociais de mulheres e feministas. Este estudo foi elaborado com base na literatura dos temas
em tela, de nossa experiência pessoal na elaboração e execução de políticas para as mulheres
rurais e na Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Também reflete
estudos anteriores sobre Ater e Mulheres e constitui elemento de nossos projetos de pesquisa
de mestrado em curso.

Publicado
2018-08-19