Ferramentas participativas na construção da perspectiva de gênero em comunidades rurais de Lagoa de Itaenga – PE

  • SILVA, Janaina Nair Instituto Federal de Pernambuco
  • FREITAS, Maria José Instituto Federal de Pernambuco
  • SILVA, Tiago Edvaldo Santos Instituto Federal de Pernambuco
  • MOTA, Camila Lucena Instituto Federal de Pernambuco
  • SILVA, Aníbia Vicente Instituto Federal de Pernambuco
  • FERREIRA, Gizelia Barbosa Instituto Federal de Pernambuco
Palavras-chave: metodologias participativas, gênero, biodiversidade

Resumo

A Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural – PNATER afirma que o serviço
de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) deve contribuir para a promoção do desenvolvimento
rural sustentável, com ênfase em processos de desenvolvimento endógeno,
adotando-se uma abordagem sistêmica e multidisciplinar, mediante a utilização de métodos
participativos. Com isso, é fundamental envolver a participação ativa dos/as agricultores/as
enquanto sujeitos do processo investigativo. Para isso, utilizaram-se metodologias participativas,
objetivando realizar o Diagnóstico Rural Participativo (DRP) nas comunidades de Imbé,
Marrecos e Sítios vizinhos - Lagoa de Itaenga/PE, a fim de diagnosticar os componentes
biofísicos e físicos da comunidade observando as interações que existem na comunidade,
analisado sobre uma perspectiva de gênero. As mulheres apresentam um papel de destaque
no âmbito da associação, bem como no espaço da unidade familiar participando dos espaços
de tomada de decisão, mostrando avanços nas discussões e práticas que envolvem a perspectiva
de gênero.

Publicado
2018-08-19