Agroecologia e tecnologias sociais na convivência com Semiárido Nordestino

  • SILVA, Aldefran Aderson da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
  • AQUINO, Josiel Medeiros de Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
  • DANTAS, Ruan Ramon Torquato Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
  • FLORENCIO, Daniela Faria Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
  • CUNHA, Jhose Iale C. da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
Palavras-chave: Sustentabilidade, Permanência no campo, Manejo da água

Resumo

O presente trabalho foi desenvolvido, na comunidade de Monte Alegre I, município de Upanema,
semiárido do Rio Grande do Norte. O trabalho teve como objetivo de entender os trabalhos
dos/as agricultoras da comunidade. Para tanto, foram realizadas conversas e entrevistas
semiestruturadas, com as duas primeiras agricultoras que desenvolveram o projeto de agricultura
agroecológica na comunidade. A pesquisa realizada nos possibilitou obter uma nova
visão sobre a agricultura na região do semiárido nordestino. Pode-se verificar a importância
das práticas agroecológicas e de tecnologias sociais para o armazenamento e reutilização da
água para propiciar a permanência das famílias na comunidade estudada. Também pode-se
observar a importância do desenvolvimento de projetos, nesse caso do CF8, uma organização
não governamental, formada por mulheres que com as ações voltadas as agricultoras
têm contribuído com a construção da autonomia das mulheres e na convivência digna com as
condições do semiárido.

Publicado
2018-08-19