Caracterização Política e Socioeconômica das Mulheres da Feira Agroecológica e Solidária do Circuito de Feiras Agroecológicas da Região do Baixo Munim, MA

  • MEDEIROS, Giovanna Lemos Universidade Estadual do Maranhão
  • ROCHA, Ariadne Enes Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade, UEMA
  • PACHECO, Fabio Pierre Fontenele Associação Agroecológica Tijupá
Palavras-chave: Feirantes, Reconhecimento, Construção, Novos Valores

Resumo

A presença das mulheres no campo é uma realidade no Brasil. As triplas jornadas de trabalho
que elas realizam não são reconhecidas porque o sistema capitalista em que estamos inseridas
é patriarcal. O fato dessas mulheres residirem em áreas rurais, não as exclui ou diminuem
as possibilidades de viverem dia a dia com a opressão. O objetivo foi caracterizar o nível de
organicidade na política e o reconhecimento do trabalho das mulheres da feira agroecológica
e solidária do circuito de feiras agroecológicas do Baixo Munim, MA. O estudo apontou que a
presença do PNAE e o circuito de feiras é importante para a vida das feirantes, pois proporciona
renda extra, satisfação, aprendizado e a construção de novos valores, além do papel
das feiras agroecológicas de promover uma alimentação saudável para a mesa da(o) consumidora(
o), livre de agrotóxicos.

Publicado
2018-08-19