Os desafios no desenvolvimento das práticas agroecológicas das mulheres no Assentamento Canudos do município Palmeiras-GO

  • MOREIRA, Celma Instituto Desenvolvimento Humano, Social e Ambiental
Palavras-chave: gênero, desigualdade, invisibilidade, trabalho feminino

Resumo

O artigo é resultante de pesquisa bibliográfica e sistematização do trabalho desenvolvido, por
meio de práticas agroecológicas, pelo Grupo de Mulheres Guerreiras de Canudos, localizado
no Assentamento Canudos/Palmeiras de Goiás-GO. Objetivou-se resgatar o movimento
histórico e práticas vivenciadas nos processos produtivos agroecológicos, além de analisar
as desigualdades de gênero, a invisibilidade do trabalho feminino, os desafios enfrentados
no processo de produção, beneficiamento e comercialização dos frutos do trabalho coletivo
ou individual. O estudo é consequente de inquietações provenientes de assessoria aos movimentos
sociais do campo, liderados pelo Movimento Sem Terra (MST) E, ainda, mediante
a inspiração de referências militantes de resistência e permanência no Campo. Considera-se
relevantes os processos organizativos da classe trabalhadora no enfrentamento das tendências
neoliberais e de mundialização do capital.

Publicado
2018-08-19