O papel da mulher no resgate e multiplicação e Sementes Crioulas no Sul do Mato Grosso do Sul

  • DORCE, Lethicia Camila Universidade Federal da Grande Dourados
  • FIGUEIREDO, Juliana Pogliesi Fernandes Universidade Federal da Grande Dourados
  • LOBTCHENKO, Julio Cesar Pereira Universidade Federal da Grande Dourados
  • FERNANDES, Ana Caroliny de Queiroz Universidade Federal da Grande Dourados
  • SANGALLI, Andréia Universidade Federal da Grande Dourados
  • PEREIRA, Zefa Valdivina Universidade Federal da Grande Dourados
Palavras-chave: Agrossistemas, Diversidade Genética, Agricultura Familiar

Resumo

Este trabalho objetiva relatar a experiencias de mulheres assentadas no resgate e multiplicação
das sementes crioulas no Sul do Mato Grosso do Sul. Um grupo de 20 mulheres dos assentamento
da região de Juti, preocupadas com a segurança e a soberania alimentar de suas
famílias, tem dedicado esforço no resgate e multiplicação das sementes crioulas por mais de10
anos. Estas tem produzidos ao redor de suas residências uma grande diversidade de cultura,
que todos os anos, após a colheita selecionam as melhores sementes e armazenam para o
ano seguinte, além disso, realizam a troca com os vizinhos para assim melhorar a diversidade
de suas roças. As mulheres agroecológicas da região de Juti, são protagonistas na conservação
da diversidade genética da sementes crioulas, pois além de multiplicarem, selecionam as
melhores sementes, e praticam a troca destas entre os diversos assentamento. Além disso,
promovem a segurança alimentar e nutricional e a soberania alimentar de suas famílias.

Publicado
2018-08-19