Avaliação da velocidade de infiltração de água em sistema agroflorestal de café e eritrina

  • Felipe Carvalho Santana Universidade Federal de Viçosa
  • Adalgisa de Jesus Pereira Universidade Federal de Viçosa
  • Elpídio Inácio Fernandes Filho Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Umidade do solo., TDR., Café.

Resumo

Muitas interações ocorrem no SAF, dentre elas a alteração da velocidade de infiltração de água no solo. Dessa forma, o objetivo do trabalho foi avaliar o comportamento da água nos sistemas sombreados (SAFa e SAFb) e a pleno sol (SPS), por meio da determinação da velocidade de infiltração de água no solo não saturado. Foram instalados sensores TDR (Time Domain Reflectometry) de umidade. Os sensores foram acoplados e operados por datalogger modelo CR 1000, Campbell Scientific. Os valores de precipitação foram coletados automaticamente durante o período de novembro de 2015 a junho de 2016, por pluviógrafo de báscula TB4 (com resolução de 0,254 mm de chuva, Campbell Scientific). Os sensores foram configurados para realização de leituras a cada 10 segundos. Posteriormente, foi calculada a velocidade de infiltração de água no solo não saturado (CHns) em campo. Pode ser observado maiores valores de velocidade de infiltração de água no solo não saturado em SAF. Existe semelhança no comportamento de infiltração de água no solo em pontos do SAF que não sofre ação das copas das árvores quando comparado com áreas do SPS.

Publicado
2020-03-31