Uso e ocupação do solo: comparação de índices NDVI e GNDVI e inferências sobre biomassa de dossel vegetal

  • Danilo César de Mello Universidade de São Paulo
  • Luiz Gonzaga Medeiros Neto Universidade de São Paulo
  • Marcos Guedes de Lana Universidade Federal de Viçosa
  • Peterson Fiorino Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Sensoriamento remoto., Pedometria., Manejo e conservação do solo.

Resumo

Os índices de vegetação são importantes ferramentas geradas por técnicas de sensoriamento remoto, que permitem visualizar anomalias tanto em culturas agrícolas, florestais ou zootécnicas, bem como solos e corpos hídricos. O presente trabalho objetivou comparar os índices de vegetação NDVI e GNDVI, de três anos consecutivos, em três áreas de pivôs, em uma área agrícola do Estado de Goiás. Utilizou-se o programa de processamento de imagens Quantum Gis 2.18, no final foi obtido um raster com valores de áreas por classes e as imagens das áreas estudadas. Os resultados apresentaram valores de NDVI entre 1,0 e -1, correspondente as cores verde, amarelo e vermelho respectivamente nas imagens geradas. As maiores produções de biomassa estão representadas nas cores verdes, ou seja, valores de NDVI próximos de 1, enquanto que as menores na cor vermelha e produção intermediária de biomassa na cor amarela. Os valores de NDVI obtidos foram resultados dos comportamentos de absorbância, transmitância e reflectância do dossel vegetativo, que por sua vez está diretamente relacionado com a quantidade e qualidade das estruturas foliares e seus constituintes. As respostas de NDVI correlacionaram-se com vigor, estresse biótico ou abiótico da vegetação. O GNDVI, foi mais sensível que o NDVI para reconhecimento de biomassa de dossel, devido ao efeito de fundo atribuído ao solo. Concluiu-se que os índices de vegetação são potenciais ferramentas para entender atributos espectrais da vegetação na região do visível da radiação eletromagnética ao infravermelho próximo, sendo GNDVI o que apresentou maior sensibilidade, devido ao efeito de fundo, solo.

Publicado
2020-03-31