Características físico-químicas de substratos em função de diferentes matérias primas

  • Matheus Gomes dos Santos Instituto Federal do Triângulo Mineiro
  • João Vitor Silva Bernardes Instituto Federal do Triângulo Mineiro
  • Hamilton César de Oliveira Charlo Instituto Federal do Triângulo Mineiro
  • Maíra Sertório Maia Instituto Federal do Triângulo Mineiro
  • Guilherme Ribeiro Afonso Domingos guilhermeradomingos@gmail.com
Palavras-chave: Formulação., MPB., Sustentabilidade.

Resumo

Tendo em vista o crescente uso de mudas pré-brotadas (MPBs) de cana-de-açúcar, também há crescente demanda por substratos para produção das mesmas. Todavia, os substratos disponíveis no mercado foram idealizados para hortaliças, e apresentam custo elevado. Assim, buscam-se novos substratos que contenham maiores proporções de matérias primas com baixo custo, para diminuição do preço praticado. Com isso, o objetivo deste trabalho foi desenvolver e avaliar substratos compostos por matérias primas de menor custo. O experimento se consistiu num delineamento inteiramente casualizado, com 12 tratamentos, sendo eles: S1 (0/100/0), S2 (20/80/0), S3 (40/60/0), S4 (60/40/0), S5 (80/20/0), S6 (100/0/0), S7 (0/80/20), S8 (16/64/20), S9 (32/48/20), S10 (48/32/20), S11 (64/16/20), S12 (80/0/20), onde as diferenças serão as proporções de cada elemento na composição do substrato. Foram avaliadas as características: pH, condutividade elétrica, porosidade, espaço de aeração e densidade. Observou-se efeito dos tratamentos para todas as variáveis. Altas concentrações de pó de coco diminuíram os espaços de aeração e a densidade. Os substratos com 60% ou mais de mistura compostada na composição mostraram-se mais promissores.

Publicado
2020-03-31