Desempenho agronômico da batata (Solanum tuberosum L), por meio da adubação organomineral líquida via sulco de plantio

  • Pedro Lino Campos Silva Centro Universitário do Planalto de Araxá
  • Ranyer Lucas Campos Afonso Universidade Federal de Viçosa
  • Airton Fernando de Oliveira pedrolcs12@yahoo.com.br
  • Gilmar da Veiga Pereira Centro Universitário do Planalto de Araxá
  • Diogo Aristóteles Rodrigues Gonçalves Centro Universitário do Planalto de Araxá
  • Hélio Peres de Alcântara Centro Universitário do Planalto de Araxá
Palavras-chave: Fertilizante., Nutrição., Fertilidade.

Resumo

A adubação orgânica se dá pela utilização de uma série de resíduos e com diferentes origens, entre elas, a animal e a vegetal. Os fertilizantes organominerais são oriundos da fusão dos fertilizantes minerais aos orgânicos. Fontes utilizadas na produção de adubos minerais, geralmente não são renováveis, caras, sofrem grandes percas no solo e tem pequeno efeito residual. Já os fertilizantes organominerais, sofrem menores percas, por estarem mais protegidos em função da fração orgânica presente em sua composição e reduz custos com fontes não renováveis ou caras. O objetivo do estudo foi avaliar o desempenho agronômico da batata, por meio da avaliação da massa de tubérculos por planta e do número de tubérculos por planta, em resposta à adubação organo mineral líquida, via sulco de plantio. O estudo foi conduzido no campo experimental do Centro Universitário do Planalto de Araxá em Araxá – Minas Gerais, o solo foi classificado como um Latossolo Vermelho. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições, os tratamentos foram: adubação convencional; adubação com NPK organomineral liquido via sulco de plantio, 25 % maior que a dose recomendada; adubação com NPK organomineral liquido via sulco de plantio, de acordo com a recomendação para a cultura; adubação com NPK organomineral liquido via sulco, 25 % menor que a dose recomendada; adubação com NPK organomineral liquido via sulco de plantio, 50 % menor que a recomendada. Não houve diferença significativa entre os tratamentos, pelo teste de Tukey ao nível de 5 % de probabilidade.

Publicado
2020-03-31