Fertilidade do solo em sistemas de cultivo arborizados de café arábica

  • Tiago Lessa da Costa Universidade Federal de Viçosa
  • Laísa Salvador Borges Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais
  • Wedênia de Melo Moura Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais
  • Valéria Santos Cavalcante Universidade Federal de Viçosa
  • Luciano Luiz Jacob Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais
  • Miguel Arcanjo Soares de Freitas Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais
Palavras-chave: Coffea arabica., Manejo do solo., Sustentabilidade.

Resumo

A perda da fertilidade do solo nos sistemas convencionais ao longo do tempo tem levado aos produtores de café arábica a buscarem alternativas de cultivo mais sustentáveis, como os sistemas de base agroecológica. Dessa forma, este trabalho teve por objetivo avaliar características químicas solo ao longo dos anos em sistemas de cultivo orgânico e convencional, ambos arborizados. Os experimentos foram conduzidos no Campo Experimental Vale do Piranga, Oratórios, em esquema fatorial 2x3 (sistemas de cultivos e anos, respectivamente). Utilizou-se delineamento de blocos casualizados com três repetições. Foram avaliadas as seguintes características químicas do solo: pH em H2O; capacidade de troca catiônica (CTC) efetiva; teores de Ca, Mg, K e P disponíveis. Para nutrientes catiônicos (K, Ca e Mg), observou-se pouca variação ao longo dos anos no sistema convencional arborizado e já no sistema orgânico arborizado observou-se aumento dos teores no decorrer dos anos. O sistema de cultivo orgânico arborizado foi mais eficiente em manter o pH do solo numa faixa adequada para a cultura do café. Já para os teores de P e a CTC efetiva ocorreram aumento no sistema de cultivo orgânico arborizado ao longo do tempo enquanto que para o convencional arborizado houve decréscimo de P e não houve diferença entre os anos para a CTC efetiva. O sistema orgânico arborizado ao longo do tempo melhora a fertilidade do solo, aumenta os teores de nutrientes, a CTC efetiva e reduz a acidez do solo, apresentando alto potencial de sustentabilidade.

Publicado
2020-04-08