PROJETO SEMENTES, AGRICULTURAS E SOBERANIA ALIMENTAR NO ALTO JEQUITINHONHA E AS AGRICULTORAS EXPERIMENTADORAS E GUARDIÃS

  • Maraísa Resende BRAGA UFVJM
  • Maria Flor de M. J. SILVA UFVJM
  • Ivana Cristina LOVO UFVJM
Palavras-chave: Empoderamento feminino, Guardiãs de Sementes, Soberania alimentar., empoderamento feminino, guardiãs de sementes, soberania alimentar

Resumo

Os processos de usurpação da autonomia feminina se estabeleceram desde a implantação do sistema capitalista, com a transformação dos indivíduos em força de trabalho, e foram reforçados com a chegada da Revolução Verde, envenenamento e desapropriação dos conhecimentos tradicionais e soberania dos povos. A promoção da agroecologia e soberania alimentar são caminhos para uma vida saudável em consonância com o meio e os recursos naturais, identificando possibilidades sociais e politicamente emancipadoras. Nossa busca pela conservação de sementes nos levou a identificar agricultoras experimentadoras, guardiãs de sementes e mulheres expressivas, capazes de salvaguardar os saberes tradicionais e a agrobiodiversidade regional, bem como de envergarem seu trajeto de engajamento político e social. Explicitar os saberes e práticas de mulheres agricultoras e guardiãs é uma estratégia para reconhecer e reverenciar a história das mulheres relacionando-a com a da agricultura, com a promoção da saúde e, consequentemente com a construção da agroecologia.

Publicado
2020-05-13
Seção
CIFA - Feminismo, Agroecologia e Soberania Alimentar