COLETIVO DE MULHERES DE CONSTANTINA/RS NA CONSTRUÇÃO DE EXPERIÊNCIAS AGROECOLÓGICAS E NOVAS RELAÇÕES DE GÊNERO

  • Rumi Regina KUBO UFRGS
  • Tamara Raísa BUBANZ-SILVA UFRGS
Palavras-chave: Agroecologia; Relações De Gênero; Agricultura Familiar., agroecologia, relações de gênero, agricultura familair

Resumo

O trabalho objetiva apresentar a experiência do Coletivo de Mulheres do município de Constantina/RS na construção da agroecologia e das relações de gênero na agricultura familiar. A partir de um olhar situado e de valorização dos saberes localizados. Partindo do reconhecimento da luta da agricultura familiar por espaços de representatividade, a análise aborda o Coletivo enquanto espaço de construção da autonomia, discussões de gênero, segurança alimentar e nutricional, produção de alimentos, empoderamento e geração de renda. A organização social e política das mulheres em torno da produção de alimentos agroecológicos, emerge como estratégia para mobilização de suas agências e para constituição de novos processos de (re)existência local.

Publicado
2020-05-13
Seção
CIFA - Feminismo e Agroecologia: quais sujeitos políticos?