USO DO TEMPO E AS MULHERES RURAIS: A CONSTRUÇÃO DE OUTRAS METODOLOGIAS A FIM DE PROPICIAR A VISIBILIDADE E VALORIZAÇÃO DOS TRABALHOS DAS MULHERES

  • Juliana Nascimento FUNARI
  • Laeticia Medeiros JALIL
  • Lorena Lima de MORAES
  • Nathália Marques da Silva NASCIMENTO
  • Nicole Louise Macedo Teles de PONTES
  • Patrícia de Lira MARQUES
  • Shana Sampaio SIEBER
Palavras-chave: Divisão sexual do trabalho, Uso do Tempo, Classificação CADMUR

Resumo

A separação de papéis a partir do sexo e a justificativa de cumprir a “função social” resultam numa dominação e exploração que constrói as relações sociais sustentadas nas desigualdades entre homens e mulheres. No meio rural, as mulheres possuem as suas atividades cotidianas invisibilizadas, não sendo consideradas como trabalho na esfera da produção e/ou reprodução da vida familiar. Neste sentido, este trabalho tem o objetivo de apresentar a compreensão da dinâmica do trabalho reprodutivo das mulheres rurais do estado de Pernambuco a fim de criar uma classificação que agrupe as diferentes atividades desenvolvidas, quantificando-as e servindo como indicador futuro para a construção de propostas que visem a garantia de uma divisão sexual do trabalho mais justa. Após as observações em campo e o suporte de outras classificações do uso do tempo presentes na literatura especializada, chegamos a uma classificação própria intitulada como CADMUR

Publicado
2020-05-11