Sustentabilidade e Agroecologia na Educação Básica de Anhanguera (Go)

  • Leonoura Katarina Santos UFCat. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFCat-, e Bolsista Voluntária do NEPEA - Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Agroecologia
  • Claudio José Bertazzo ²UFCat. Professor Dr. no Instituto de Geografia e membro do NEPEA - Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Agroecologia
Palavras-chave: Reciclagem; Sustentabilidade; Agroecologia.

Resumo

O artigo destaca as experiências realizadas no Colégio Estadual Adelino Antônio Gomide localizado na cidade de Anhanguera (GO). As ações se originaram no projeto Anhanguera Sustentável realizado pelo NEPEA-Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Agroecologia, da Universidade Federal de Catalão, tendo sido constituído a partir de um curso de extensão ofertado para os alunos da instituição, funcionários e comunidade em geral. O objetivo do projeto foi o de alertar/despertar a comunidade para as ações sustentáveis e para a Agroecologia. No qual se procurou ensinar e aprender conhecimentos, ciência e experiências para tomada de decisões que favoreçam a conservação do meio ambiente, solo, fauna e flora, que se encontram demasiados afetados pela ação antrópica. Esta situação é consequente de alto consumo de produtos descartados e pela grande pressão no meio natural, que geram inúmeros depósitos tecnogênicos a céu aberto. Os procedimentos metodológicos consistiram em aulas práticas, aprendizagens e vivências incentivadoras do gerenciamento adequado de resíduos sólidos e orgânicos e adubação natural como a compostagem; alertas e estudos sobre usos e consequências dos defensivos agrícolas sobre a saúde humana e o meio ambiente. Além destes, estudou-se e realizou-se oficinas com os seguintes temas geradores: gestão das águas superficiais, geração, manejo, destinação e disposição de resíduos sólidos domésticos e de resíduos recicláveis pela comunidade de Anhanguera (GO). Os resultados foram visíveis pela adesão e participação nos debates e oficinas e na aplicação dos conhecimentos construídos. Os participantes montaram um viveiro com culturas locais, e construíram composteiras sendo uma em solo e outras em galões de água de 20L. Também foi posta em prática uma oficina para elaboração de biofertilizante líquido para adubação foliar.  Por último, foi montado um container Ecoponto para receber resíduos sólidos recicláveis e para fomentar a prática correta de depósito e gerenciamento de resíduos urbanos. Conclui-se que a aprendizagem e a formação de uma consciência em prol da sustentabilidade foram fundamentais para aquela comunidade.

Publicado
2020-11-03