Recuperação de Nascentes em Área dee Cerrado: Projeto Água é Vida na Comunidade Macaúba, Catalão (GO)

  • Bruno Serafim dos Reis Graduando em Geografia da Universidade Federal de Catalão
  • Andréa x Andréa Ferreira Souto Mestranda em Educação da Universidade Federal de Catalão
  • Patrícia Francisca de Matos Docente do curso e Geografia pela Universidade Federal de Catalão
Palavras-chave: áreas degradadas, recuperação de nascentes

Resumo

O Cerrado goiano, a partir da metade do século XX passa por um intenso processo de reestruturação do capital, acarretando um amplo movimento de reorganização espacial e territorial, dentre estas atividades econômicas destacam-se o agronegócio, a implementação de usinas hidroelétricas (UHE) e a exploração mineral. Em decorrência destes fatores, o uso e a ocupação do solo ganharam novos atores sociais e econômicos. Em Catalão (GO), estes atores econômicos, quando inseridos na base produtiva do Estado, potencializaram a exploração de recursos naturais disponíveis na região, o que elevou os níveis de degradação ambiental. Deste modo, este trabalho objetiva descrever o projeto que foi desenvolvido na Comunidade Macaúba, localizada em Catalão (GO). Para tal, fora escolhido duas nascentes para realizar a recuperação. A área de cada nascente selecionada foi avaliada com o intuito de verificar a viabilidade de realização da recuperação. A técnica de recuperação utilizada se baseou em: i) plantio de mudas; ii) uso de espécies pioneiras e; iii) modelo sucessional – plantio em linhas alternadas.  cercamento/isolamento da área e replantio com a participação dos moradores da Comunidade em mutirões. Os resultados apontam que a taxa de adaptabilidade e crescimento das mudas selecionadas estão acima de 70%. O cercamento/isolamento da área contribuiu para evitar a movimentação de animais domésticos.

Publicado
2020-11-11