Análise De Diferentes Doses De Pó De Rocha Quartzo-Feldspática Na Produção De Mudas de Cedrela fissilis Vell.

  • Camila Freire Dias Universidade Federal do Tocantins, Graduação em Engenharia Florestal
  • Renata Carvalho da Silva Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal
  • Bruno Aurélio Campos Aguiar Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais
  • Maristela Lima Figueiredo Guimarães Epif Universidade Federal do Tocantins, Mestre pelo Programa de Pós graduação em Ciências Florestais e Ambientais pela Universidade Federal do Tocantins
  • Priscila Bezerra de Souza Universidade Federal do Tocantins, Curso de Engenharia Florestal
Palavras-chave: Viveiro, Cedro Rosa, resíduo mineral, área degradadas, substrato alternativo

Resumo

Objetivou-se avaliar a influência dos minerais compostos no pó de rocha para constituir substrato alternativo para emergência e produção de mudas de Cedrela fissilis Vell. O experimento foi conduzido em viveiro da Universidade Federal do Tocantins-Campus de Gurupi. Utilizou-se substrato comercial (SC) e pó de rocha quartzo-feldspatica(PRQ). Os tratamentos foram compostos por doses de 0,10 ,20 , 30 e 40%. Foram avaliados parâmetros morfológicos: H, DC, MSPA, MSR, MST, Relação (MSPA/MSR) e o IQD. Os parâmetros fisiológicos foram: clorofila A, B e total, carotenoides, ci, fotossíntese liquida, gs transpiração, área foliar especifica, área foliar total, eficiência do uso da água, razão área foliar. A espécie Cedrela fissilis apresentou a base do substrato PRQ resultados satisfatórios, para a dosagem 10%, deduzindo que possui tolerância ao PRQ. Sendo recomendada a produção de mudas para recuperação de áreas degradadas e plantios agroflorestais.

Publicado
2020-11-11