Superação da Dormência em Sementes de Quiabo

  • Rosiani Ramos Lopes Brinck Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, graduada em licenciatura plena em Ciências Biológicas
Palavras-chave: Abelmoschus esculentus, sementes, germinação.

Resumo

O quiabeiro Abelmoschus esculentus é uma hortaliça malvácea com propriedades nutracêuticas e considerável importância econômica na produção vegetal. Porém, as sementes do quiabo apresentam dificuldade na germinação devido à dormência imposta pelo tegumento impermeável à água. Para determinar o método mais eficaz para incrementar a germinação de sementes e o desempenho de plântulas de quiabo, foram realizados os seguintes tratamentos: testemunha, imersão das sementes em água destilada a 50°c e 70°c com interrupção imediata do calor e 50°c com calor interrupto após 5 min; ultrassom por 3, 9 e 15 min e imersão em ácido sulfúrico por 2, 4, 6, 8 e 10 min. A dormência de sementes de quiabo foi facilitada, principalmente, com água a 70°c. Os tratamentos não são indicados para conferir maior comprimento da radícula e de parte aérea. A água a 70°c proporcionou maior massa seca de parte aérea. Todos os tratamentos térmicos promoveram maior massa seca da radícula.

Publicado
2020-11-20