Produtos Orgânicos: Consumo e Conhecimento da População da Serra Catarinense

  • Aline Nunes Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e Biociências
  • Mariane Souza Melo de Liz Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental
  • Mayara Maia da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal
Palavras-chave: Agricultura orgânica, Sustentabilidade, Agricultura familiar, Demografia.

Resumo

A desinformação sobre a produção de alimentos utilizando agrotóxicos reflete-se na compra de produtos que podem apresentar efeitos deletérios pelo consumo a longo prazo. Muitas pessoas não sabem diferenciar os produtos orgânicos dos convencionais. O presente estudo teve como objetivo quantificar o número de pessoas que não tem conhecimento entre a diferença de produtos orgânicos e não orgânicos. A pesquisa foi desenvolvida por meio de entrevista semiestruturada com 100 participantes de dezenove municípios da Serra Catarinense. Percebe-se que a população avaliada possui pouca informação sobre alimentos orgânicos e sua forma de produção. A partir dos dados demográficos compreende-se que o entendimento sobre a diferença entre produtos orgânicos e convencionais está relacionado a renda familiar e grau de escolaridade, conduzindo à falta de informação. Deste modo, é necessário ampliar a divulgação sobre os benefícios da alimentação orgânica à saúde e ao meio ambiente junto à sociedade.

Publicado
2020-11-20