Potencial Fisiológico Das Sementes De Milho Crioulo Produzidas Em Sistema Orgânico

  • Bruna Cavinatti Martin Universidade Federal de São Carlos – Centro de Ciências Agrárias, Campus de Araras, SP. Departamento de Desenvolvimento Rural
  • Anastácia Fontanetti Universidade Federal de São Carlos – Centro de Ciências Agrárias, Campus de Araras, SP. Departamento de Desenvolvimento Rural
  • Patrícia Marluci da Conceição Universidade Federal de São Carlos – Centro de Ciências Agrárias, Campus de Araras, SP. Departamento de Desenvolvimento Rural
Palavras-chave: armazenamento, germinação, variedade crioula, vigor.

Resumo

A reduzida oferta de sementes de milho orgânicas no mercado e a escassez de informações sobre a produção e qualidade estão entre os principais entraves para a produção de milho orgânico no Brasil. O objetivo foi avaliar o potencial fisiológico das sementes de cultivares locais de milho produzidas em sistema orgânico na. O experimento foi conduzido na UFSCar-CCA (Araras, SP) de maio a outubro de 2016, em DIC, com fatorial 2x2 e quatro repetições. Primeiro fator foram as sementes dos cultivares de milho e o segundo o tempo de armazenamento em garrafas PET (zero e 90 dias). Foram analisadas sementes de variedades locais Santa Rita 1 e Santa Rita 2, produzidas em sistema orgânico na safra 2015/2016. Foram avaliados: massa de 1000 sementes, grau de umidade, teste de germinação, primeira contagem, germinação após envelhecimento acelerado e índice de velocidade de emergência  em leito de areia. As sementes apresentaram elevado vigor e porcentagem de germinação, mesmo armazenamento.

Publicado
2020-11-20