Resgate de sementes crioulas em Ipiranga do Piauí

  • Beatriz de Sousa Santos Licenciatura em Ciências Biológicas, da Universidade Federal do Piauí / Universidade Aberta do Brasil
  • Isis Gomes de Brito Souza Professora do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Piauí, campus Ministro Petrônio Portella
Palavras-chave: agricultura família; armazenamento; conservação

Resumo

As sementes crioulas destacam-se por serem tradicionais, desenvolvidas e adaptadas aos locais na qual são cultivadas por agricultores familiares. Devido a modernização da agricultura muitas sementes foram melhoradas e passaram a ser industrializadas e por isso dá importância de fazer seu resgate e manutenção. Foram selecionados 10 moradores de comunidades rurais da microrregião de Ipiranga do Piauí, aplicados para eles um questionário e foram coletadas e armazenadas as sementes que eles produziam. Todos os entrevistados afirmaram conhecer, cultivar e guardar as sementes crioulas para anos seguintes. Dessas, as principais cultivadas foram: feijão, milho, arroz e fava. A quantidade de 30 garrafinhas PET de 200 ml com as sementes coletadas foi doada para o Banco de Sementes Crioulas, vinculado ao Grupo de Pesquisa em Sementes Crioulas do Semiárido Piauiense – GPESC, da Universidade Federal do Piauí/ CSHNB, em Picos – PI, visando ampliar a proteção das sementes crioulas da região.

Publicado
2020-11-25