Bancos Comunitários de Sementes Crioulas no Cariri e Seridó Paraibano

  • Fabia Raquel Nunes de Oliveira Patac, Campina Grande, Paraíba, Brasil
  • Alex Silva Barbosa Universidade Federal da Paraíba; Bananeiras, Paraíba, Brasil
Palavras-chave: Agrobiodiversidade, Sementes da Paixão, Segurança Alimentar.

Resumo

As sementes crioulas são denominadas na Paraíba como sementes da paixão. Elas vêm há bastante tempo sendo produzidas e guardadas pelas famílias camponesas. Os bancos de sementes familiares e comunitários tem sido estratégias utilizadas pelas famílias agricultoras para armazenar e proteger diversas sementes da paixão. O objetivo do trabalho foi compreender e sistematizar a experiência da Rede de Bancos de Sementes Comunitários do Cariri e Seridó Paraibano, fazer o levantamento dos bancos comunitários e da diversidade de sementes armazenada nesses bancos. O trabalho foi realizado em 12 municípios do estado da Paraíba e em parceria com o COLETIVO e o PATAC. Os resultados observados permitiram destacar a importância das sementes da paixão enquanto um patrimônio genético da humanidade e dos Bancos de Sementes Comunitários, enquanto experiências coletivas exitosas no campo do manejo e conservação da agrobiodiversidade e na garantia da soberania e segurança alimentar humana e animal.

Publicado
2020-11-25