MULHERES AGRICULTORAS E AGROEXTRATIVISTAS E SEU PAPEL NA CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE E NA PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA

  • Gabriela Chohfi Neves
  • Renata Sebastiani
  • Renata Evangelista de Oliveira
Palavras-chave: Agroecologia; agroextrativismo; empoderamento; movimentos sociais; produtos da sociobiodiversidade.

Resumo

Apesar do histórico de desvalorização do trabalho feminino, vários exemplos têm revelado a
relevância das mulheres em várias atividades agrícolas e agroextrativistas. Considerando a
proximidade das mulheres com a Natureza, é notória sua contribuição para a conservação da
biodiversidade, que por sua vez está atrelada aos princípios da Agroecologia. Através de
alguns exemplos de atividades extrativistas e agrícolas desempenhadas por mulheres, o
presente artigo tem como objetivo relacionar essas atividades à conservação da agro e
biodiversidade e à Agroecologia em cinco diferentes contextos brasileiros. Partimos de um
processo de revisão bibliográfica e levantamento de estudos de caso descritos na literatura
onde o protagonismo feminino relaciona-se à essas pautas. Observamos que essas atividades
podem ser desenvolvidas de forma mais adequada e com menor impacto, e que quando as
mulheres estão organizadas em coletivos seu empoderamento é potencializado, com garantia
de geração de renda para suas famílias. Concluímos que o empoderamento das mulheres
favorece a conservação da biodiversidade e a valorização e promoção da Agroecologia.

Publicado
2021-07-05
Seção
Trabalhos apresentados sobre Mulheres, Feminismos e Agroecologia