AGROECOLOGIA, MULHERES E OS SISTEMAS DE OPRESSÕES NA AMÉRICA LATINA

  • Anna Carolina Santana da Silva
  • Aida Victoria Garcia Montrone
  • Bárbara Cristina Frassetto Cangiani
Palavras-chave: agroecologia; feminismos; mulheres rurais

Resumo

As mulheres que constroem a agroecologia enquanto prática, ciência e movimento historicamente
têm potencializado revisões e reformulações que buscam contemplar mais pautas jogando luz em
lacunas teóricas. São diversos os conceitos que têm sido desenvolvidos para a compreensão das
especificidades das mulheres e suas diferentes realidades na América Latina. Esses
questionamentos abordam questões ecológicas, produtivas, sociais, e as diferentes opressões que
as mulheres sofrem. Para alguns autores e autoras há conceitos que se interlaçam e estruturam a
sociedade que vivemos, como racismo, capitalismo e patriarcado. Outros como o antropocentrismo
são desdobramentos da lógica destrutiva da racionalidade ocidental. Assim, o objetivo deste ensaio
é colaborar com reflexões sobre as opressões das mulheres rurais latino-americanas e a relação
com exploração da natureza. Para isso faremos um breve desenvolvimento do patriarcado,
capitalismo, antropocentrismo e racismo e relacionaremos com o campo agroecológico para
compreender diferenças e limites

Publicado
2021-07-14
Seção
Trabalhos apresentados sobre Mulheres, Feminismos e Agroecologia