O Curso Técnico em Agroecologia da Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto

  • Valdete Oliveira Santos EPAAEB
  • Dionara Soares Ribeiro
  • Eliane Oliveira da Silva Kai
  • Felipe Otavio Campelo Silva
  • Jucélio Batista de Oliveira
  • Carlos Eduardo Souza Pereira
Palavras-chave: Alternância; agricultura; camponesa; educação popular.

Resumo

O objetivo deste trabalho é socializar as experiências do Curso Técnico em Agroecologia com a modalidade da pedagogia da alternância, o curso acontece na Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto – EPAAEB, em Prado Bahia. Com carga horaria de 2400 horas, sendo os tempos educativos divididos em Tempo Escola (TE) e Tempo Comunidade (TC). A metodologia para a sistematização deste trabalho foi a observação e resgate de materiais de apoio pedagógico usados no decorrer de 2 anos de existência dos cursos. Percebe-se que o método pedagógico possibilita aos estudantes atuar em processos, ações e discursões de agroecologia, cumprindo um papel sociopolítico fundamental para o desenvolvimento das comunidades. A modalidade da alternância permite que forme sujeitos capazes de atuar no planejamento, execução e monitoramento de sistemas agroecológicos, comprometidos com a agricultura camponesa, desempenhando um papel de técnico comunicador baseado na educação popular e do campo.

 

Publicado
2020-08-06