Agroecologia e Letramentos Sociais: a prática na Cooperflora

  • Rodolfo Medina NEAES IFSP Campinas
  • Erika Batista NEAES IFSP Campinas
  • Diego Aparecido Gomes NEAES IFSP Campinas
Palavras-chave: Multiletramento; Comunicação Popular; Movimentos Sociais do Campo; MST

Resumo

A agroecologia é cuidado com a terra livre de agroquímicos, e partilha de experiências sobre plantio, colheita e compreensão de si como sujeito político. Serve como instrumento de letramento social importante para os agricultores. A produção agroecológica de alimentos modifica as condições de desigualdade que marcam a relação campo/cidade. O objetivo geral do estudo é avaliar quais letramentos sociais envolvidos na identidade dos produtores agroecológicos da Cooperflora orientados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, no Assentamento Milton Santos em Americana/SP. Os específicos são compreender rituais de comunicação que contribuem para a construção da identidade dos assentados; avaliar ações promovidas pelo MST que tratam da formação agroecológica dos agricultores; e observar letramentos sociais presentes na comunidade. A metodologia se dá pelo levantamento bibliográfico, em método dialético e monográfico, observação assistemática, participante, e individual.

Publicado
2020-06-15