Formação agroecológica e cidadã de jovens do campo no semiárido mineiro

  • VILLAR, Juliana Padula Núcleo de Agroecologia e Campesinato - Univ. de Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • ANSANI, Vanetti Carolina Núcleo de Agroecologia e Campesinato - Univ. de Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • SANTOS, Jaciléia de Souza Núcleo de Agroecologia e Campesinato - Univ. de Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • LOPES, Bárbara Letícia Núcleo de Agroecologia e Campesinato - Univ. de Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • LOVO, Ivana Cristina Núcleo de Agroecologia e Campesinato - Univ. de Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Palavras-chave: juventudes, semiárido mineiro, educação do campo, agroecologia

Resumo

A implementação do curso “Formação Agroecológica e Cidadã de Juventudes do Campo” que
ocorreu em sintonia com “Plano Agrobiodiversidade” para o semiárido mineiro, que inclui as juventudes
em suas propostas de ações. Financiado pela SAF/MDA, a partir das reivindicações
da CONTAG, teve como estratégia a formação-na-ação, focando o fortalecimento da cidadania,
emancipação, inclusão socioprodutiva, referenciado na agroecologia como promotora do
protagonismo juvenil. A Formação ocorreu entre 2015 e 2016, tendo como princípio a alternância
pedagógica, estruturada pela Metodologia do VER-REFLETIR-AGIR. Fez-se a formação
direta de 60 jovens, e a formação indireta de outros 900 jovens. Ao final da formação os 60
jovens apresentaram 47 projetos produtivos de caráter comunitário, agrupados em 4 grandes
áreas temáticas: Produção e Geração de Renda; Infraestrutura Comunitária; Meio Ambiente e;
Formação e Cultura. Esse processo possibilitou que os jovens demonstrassem a complexidade
e a diversidade do olhar das juventudes do campo para suas realidades, possibilitando aos
mesmos entenderem a agroecologia pelos seus aspectos produtivos, sociais e culturais.

Publicado
2018-08-21