Tecnologias sociais no acampamento José Lutzemberger- litoral paranaense

  • Lunamar Cristina Morgan UFPR
  • Ananda Graf Mourão
  • Rayen Mourão
  • Max Eric Osterkamp
  • Alan Marx Francisco
  • Vinicius Britto Justus
  • Fatima Abigail Oliveira
  • Keila Cassia Santos Araujo
  • Paulo Rogerio Lopes
Palavras-chave: diálogo de saberes, soluções, saber popular, agroecologia

Resumo

O Projeto Tecnologias sociais para promoção de segurança e soberania alimentar - troca de experiências e vivências no litoral paranaense, do curso Tecnologia em Agroecologia na Universidade Federal do Paraná Litoral em Matinhos Paraná (PR) tem como ações conhecer, identificar, selecionar, multiplicar, registrar, sistematizar e socializar tecnologias sociais da região litoral do Paraná. Uma das experiências de mapeamento, avaliação e sistematização foi iniciada no Acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) José Lutzenberger, localizado em Antonina/PR. Na vivência junto à comunidade teve-se a oportunidade de aprender e dialogar a respeito das tecnologias sociais, foram identificadas 12 destas tecnologias durante o diálogo de saberes, essencial à construção do conhecimento agroecológico. Reforçamos a importância dos saberes populares no processo de transição agroecológica e construção de sistemas produtivos resilientes, confiáveis, auto suficientes e produtivos.

Publicado
2020-09-14
Seção
CBA - Manejo de Agroecossistemas de Base Ecológica