Avaliação participativa da qualidade do solo em um agroecossistema em transição agroecológica no brejo paraibano

  • Alexandre Eduardo de Araujo Universidade Federal da Paraíba
  • David Marx Antunes de Melo UFPB
  • Gabriel Torres Rodrigues UFPB
  • Gerson João da Silva UFPB
  • Eduarda Fernandes dos Reis UFPB
  • Vitória Sena Cruz UFPB
Palavras-chave: Agroecologia; indicadores; subsistemas; sustentabilidade

Resumo

A avaliação da qualidade do solo com a participação de agricultores é uma estratégia indispensável para o planejamento agrícola sustentável, possibilitando a identificação e o aprimoramento de sistemas de manejo com características de alta produtividade e de preservação ambiental. Os métodos visuais de avaliação realizados diretamente em campo possuem diversas vantagens por serem acessíveis, de baixo custo, e por utilizar ferramentas simplificadas. O objetivo do trabalho foi avaliar, através de metodologias participativas, indicadores de qualidade do solo em um agroecossistema em processo de transição agroecológica localizado no Brejo paraibano. Os indicadores avaliados foram: Declividade; Estrutura; Compactação; Erosão; Atividade biológica; e Matéria orgânica, ambos  aplicados em dois subsistemas (horta e roçado) e no ecossistema Mata como testemunha. Foram realizadas abordagens descritivas das médias de sustentabilidade de três tratamentos, seis variáveis e três repetições. Como resultado, o subsistema Horta logrou melhor valor médio, seguindo da Mata e do subsistema Roça de acordo com as variáveis utilizadas em campo.  A avaliação dos indicadores  contribuem  para  mensurar  e observar  o  nível  de  sustentabilidade  de  um  sistema, proporcionando reflexões entre as famílias agricultoras acerca  das medidas que podem ser tomadas em direção ao manejo sustentável dos solos.

Publicado
2020-09-13
Seção
CBA - Manejo de Agroecossistemas de Base Ecológica