Avaliação da decomposição da biomassa foliar de Gliricídia (Gliricidia sepium) em dois sistemas de uso da terra

  • David Marx Antunes Melo Universidade Federal da Paraíba- UFPB
  • Moisés Bittar Araújo
  • Amanda Dias Costa
  • Phetrus Bittar Araújo
  • Teófilo de Medeiros Santos
  • Alex da Silva Barbosa
Palavras-chave: Agroecossistemas; atividade microbiana; fatores abióticos.

Resumo

A serapilheira que se ocupa na camada superficial do solo propicia vastos benefícios ao solo, atuando principalmente como protetora do solo e na ciclagem de nutrientes disponibilizando o retorno dos elementos por intermédio ao processo de decomposição. Ao analisar a decomposição da biomassa foliar em diferentes sistemas é possível quantificar a diferenciação de retornos de nutrientes de cada sistema de uso da terra. O presente estudo teve com objetivo relatar os procedimentos realizados em campo e laboratório da decomposição da biomassa foliar em dois sistemas diferente de uso da terra. No estudo de decomposição foliar foi utilizada uma técnica conhecida como “litterbags” ou bolsa de folheto após completar determinado intervalo de tempo, as bolsas de náilon foram retiradas e conduzidas para o laboratório de Agroecologia da UFPB, para determinar a massa foliar remanescente e, ao fim do experimento, os dados obtidos serão utilizados para aferir a taxa de decomposição da biomassa foliar. Espera-se transcorrer perdas mais elevadas no tratamento da Mandala, em razão da unidade de produção está submetido ao continuo manejo agrícola.

Biografia do Autor

David Marx Antunes Melo, Universidade Federal da Paraíba- UFPB

Universidade Federal da Paraíba
Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias
Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias (Agroecologia)

Bacharel em Agroecologia

Publicado
2020-09-07
Seção
CBA - Manejo de Agroecossistemas de Base Ecológica