Diz em que feira tu andas que te direi quem és: notas etnográficas sobre feiras agroecológicas urbanas em Fortaleza - CE

  • Melina Sousa Gomes Universidade Estadual do Ceará
Palavras-chave: Feira; Produção Agroecológica; Relação com a cidade; Espaço urbano

Resumo

Este texto de inspiração etnográfica diz respeito à pesquisa em andamento sobre feiras agroecológicas na cidade de Fortaleza-CE. Quatro são as feiras analisadas até então: A Feira Agroecológica do Benfica, a Feira da Reforma Agrária (vinculada ao MST), a Feira da ADAO – Associação para o Desenvolvimento da Agropecuária Orgânica e ainda a Feira Muda Meu Mundo. Cada uma insere-se em um espaço diferente da cidade e, embora tenham como ponto comum a produção e comercialização de gêneros alimentícios cultivados e produzidos a partir da agroecologia, cada feira possui sua especificidade. Aqui analisaremos duas delas: local de realização e perfil do público consumidor. A partir da reflexão sobre as percepções dos clientes sobre cada feira, a hipótese é de que a agroecologia assume, no ambiente urbano, diferentes roupagens, que vão desde o estilo de vida saudável/alternativo, até a adequação a um novo padrão de status e busca de um corpo fitness, passando pela militância e pelos movimentos sociais.

Palavras-Chave: Feira; Produção Agroecológica; Relação com a cidade; Espaço urbano.

Keywords: Market; Agroecological Production; Relationship with the city; Urban space. 

Publicado
2020-05-14