Pigmentante Alternativo para Gema em Ovos de Galinha Caipira no Município de Garrafão-do-Norte/PA

  • Ana Sílvia Alves de MENDONÇA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA
  • Raimundo Elinaldo Alves CORREA
  • Paulo Renato BENEVIDES
  • Adriano Vitti MOTA
  • Emanuel Bonfim de Abreu FRANCA
Palavras-chave: Diagnóstico, Consumo, Coloração.

Resumo

No Brasil, apesar do consumo de ovo ser baixo, ele está bastante presente na dieta alimentar, pois apresenta preços acessíveis e já faz parte do hábito alimentar. O ovo contém substâncias promotoras da saúde e preventivas de doenças. A cor da gema do ovo é proveniente da absorção dos pigmentos carotenoides presente na dieta das aves. Embora a coloração da gema não indique qualidade nutricional, ela é utilizada como uma ferramenta para avaliar a qualidade dos ovos, pois apresenta uma importante função na percepção desse alimento. Assim, tem-se que a cor da gema representa um importante critério para a escolha dos ovos pelo consumidor. Desta forma, objetivou-se com este estudo verificar o efeito da abóbora como pigmentante natural na coloração da gema em ovos de galinha caipira. Realizou-se um diagnóstico rural, logo após o diagnóstico deu-se início a uma experimentação. O período de experimentação teve duração de uma semana, foram utilizados 2 lotes com 30 galinhas em cada, no 1º lote estavam as testemunhas (T1) com alimentação normal e no 2º lote as galinhas foram submetidas a alimentação de 98 g de ração + adição de 20 g abóbora/galinha/dia durante os 7 Dias de Tratamento (DT). Por meio da análise, observou-se que houve pigmentação logo nos primeiros dias de experimentação e tornou-se constante durante os dias avaliados. A utilização da abóbora como pigmentante natural, promoveu uma melhora significativa na cor da gema, apresentando numeração variando entre 8 e 9 conforme o leque Yolk Color Fan.

Publicado
2018-12-29
Seção
AGROECOL - Produção Animal Agroecológica