Aproveitamento do Bagaço da Cana para Obtenção de Carboximetilcelulose

  • Felicia Megumi Ito Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
  • Evandro da Silva Oliveira IFMS-campus Coxim
  • Adriana Gomes Pereira da Silva IFMS-campus Coxim
  • João Victor de Andrade dos Santos IFMS-campus Coxim
  • Adilson Beatriz Department of chemistry and Chemical Biology, Harvard University
Palavras-chave: Carboximetilcelulose, bagaço da cana, reutilização

Resumo

O Brasil possui uma generosa quantidade de fontes naturais, com a modernização e avanços tecnológicos, há uma grande quantidade de retirada desses recursos para produção de novos produtos, mas a reposição dos mesmos ao ambiente não é feita satisfatoriamente. Se esperar pela recuperação natural, levariam muitos anos para a total regeneração e em pouco tempo os recursos naturais entrarão em extinção da face da terra. O bagaço da cana-de-açúcar é um subproduto fibroso resultante da moagem da cana. Mesmo após a extração da sacarose e outros nutrientes, o bagaço ainda contém muita matéria orgânica, sendo assim uma possível fonte de energia e de outros produtos de química fina. O desafio deste trabalho é reaproveitar esses resíduos como os subprodutos do bagaço da cana através de transformação de matéria-prima por reações tradicionalmente conhecidas e fáceis de preparação para obtenção de carboximetilcelulose (CMC) com alto valor de reutilização.

Publicado
2018-12-28
Seção
AGROECOL - Uso e Conservação dos Recursos Naturais