Metodologia de Inovação Agroecológica em Território de Identidade Rural

  • Edmar Ramos de Siqueira Embrapa
  • Fernanda Amorim Souza Embrapa
  • Jorge Enrique Montalván Rabanal
  • Marília Andrade Fontes
  • Pedro Zucon Ramos de Siqueira
Palavras-chave: Campesinato, Agroecologia, Território Sul Sergipano, Sergipe, Brasil

Resumo

Considerando a existência de demandas no Território de identidade rural Sul Sergipano por sistemas agrícolas familiares de base ecológica, o objetivo da pesquisa foi de identificar estratégias de inovação tecnológica, para contribuir com a autonomia camponesa neste espaço. A metodologia consistiu da identificação de eixos e estratégias de desenvolvimento agrícola; da identificação e sistematização de experiências de transição em agroecossistemas de assentamentos da reforma agrária, estímulos à construção de redes de intercâmbios de saberes e sistematização deste processo de construção do conhecimento. Os resultados apontaram para a identificação de eixos de desenvolvimento alinhados com as demandas do Território e a efetividade da metodologia camponês a camponês na criação de ambientes de interação constatados pela construção de quatro redes de saberes com a realização de 66 intercâmbios. A percepção, a título de conclusão, evidencia a eficácia da metodologia campesino a campesino na efetiva troca de conhecimentos entre as famílias contribuindo de forma objetiva no processo de inovação no âmbito da reforma agrária.

Publicado
2019-01-05
Seção
AGROECOL - Construção de Conhecimentos Agroecológicos